Ângulo Digital | Ângulo Digital a melhor agência de Marketing Digital de Fortaleza

Criação de site e os principais erros cometidos

A quantidade de sites na internet é imensa, e o número de páginas aumenta a cada dia. No entanto, não basta criar um site e colocar no ar: esse é um processo que exige planejamento e atenção. Muitas pessoas acabam cometendo erros relativamente bobos, que podem ser resolvidos posteriormente sem que ninguém se machuque. Contudo, em muitos casos, alguns desses problemas podem resultar em um usuário irritado ou com dificuldades de realizar alguma ação devido a uma experiência ruim.

Por isso, listamos aqui para os principais erros ao criar um site, desde o planejamento até o seu lançamento, para que você possa evitá-los e, assim, garantir que tudo está perfeito em sua página na web!

Planejando o site

Todo site começa com seu planejamento, e é preciso tomar muito cuidado, pois os erros que aconteceram nesta etapa seguirão ao longo do projeto, se tornando uma bola de neve.

Começando errado, ou não se planejando

Não há forma pior de começar a criar um site do que sem planejamento. Todo website deve ser criado com um propósito e pensado de acordo com o seu público, garantindo sempre a melhor experiência possível para o usuário.

Contudo, visando economizar, algumas pessoas acabam criando sites simples ou que não estão alinhados ao objetivo da empresa. Com o tempo, percebem o erro que cometeram e tentam modificar a página ou adicionar novas funcionalidades, o que só piora a situação. Portanto, pense bem no objetivo do seu site e no que precisa antes de começar a desenvolvê-lo.

Não pensar na usabilidade do usuário

Diversas empresas criam seus sites pensando em si mesmas, aplicando o seu olhar a ele e se esquecem de quem realmente irá utilizá-lo. Portanto vale pensar em alguns pontos:

  • Qual caminho seu usuário percorre até encontrar o que deseja? Isso é claro para ele?
  • Com o conhecimento que ele possui, como será a navegação?
  • As informações que ele está buscando são de fácil acesso?

Lembre-se sempre de garantir que seus usuários encontrem as informações que precisam de maneira clara e intuitiva.

Não pensar Mobile

Os dispositivos móveis são uma realidade, sendo responsáveis por grande parte dos acessos da maioria das páginas da web. Por isso, é preciso considerar que quem está visitando seu site tem grandes chances de acessá-lo pelo celular ou tablet. E não ter um site responsivo fará com que ele fique totalmente desconfigurando na telinha, tornando a experiência péssima. E você viu a importância da usabilidade no tópico acima, certo?

Além disso, o Google recentemente passou a penalizar sites que não são adaptados para mobile. E certamente você quer que seu site seja bem posicionado pelo buscador, não é mesmo? Você pode conferir se seu website é ou não responsivo no próprio webmaster tools do Google.

Não se adaptar a todos os navegadores

Existem diversos navegadores disponíveis, cada um com suas peculiaridades. Mas assim como o seu site deve ser bom tanto em desktop quanto no smartphone, ele deve fornecer a mesma experiência em qualquer navegador.

Mãos à obra!

Agora você já pensou exatamente como o seu site deve ser, é hora de trazê-lo à vida! Fique atento aos possíveis erros nessa fase:

Não investir em layout

O seu site é o cartão de visitas da sua empresa, devendo passar credibilidade e confiança. Se ele ficar com cara de que foi feito por amadores, certamente você dá brechas para que o usuário pense: “Se a empresa não teve cuidado com o próprio site, qual o cuidado terá ao prestar serviços para outras pessoas?”. Portanto, pense bem ao definir os seguintes elementos:

Cores

Decida com cuidado quais serão as cores utilizadas. Destaque os textos importantes e, principalmente, os botões que o usuário deve clicar. É muito comum empresas utilizarem cores que tirem a atenção do visitando sobre o que realmente é importante para ele.

Fonte

Diversos sites não planejam bem seu conteúdo, fazendo com que sobre muito ou nenhum espaço. O que fazem então? Espremem tudo em uma página ou aumentam a fonte até cobrir a tela. O ideal é que a fonte tenha um tamanho mínimo de 10 pontos e o máximo de 14. Lembre-se que seu usuário provavelmente não possui lupa, muito menos a necessidade de ler uma frase por tela.

Descrição do Site

Outro erro bem comum é não possuir uma descrição clara da sua empresa ou do produto/serviço que você oferece. Então lembre-se de inserir todas as informações que julgar relevantes para seu público, como localização, endereço e telefones, e torne-as de fácil acesso. Além disso, essa é ótima forma de melhorar o SEO do seu site

Não pensar em SEO

Muito provavelmente, grande parte dos usuários do seu site irão encontrá-lo por meio de buscadores. Contudo, a maioria das pessoas não pensa em facilitar o processo de indexação de páginas, muito menos em otimizar o conteúdo para que seja encontrado mais facilmente.  Esse trabalho é chamado de SEO (Search Engine Optimization), que é o nome dado a uma série de práticas que visam ajudar o seu website a ranquear melhor no Google.

Baixa velocidade de carregamento do site

Hoje em dia as pessoas esperam tudo na hora, e ter um site que demora a carregar pode fazer com que elas desistam no meio do caminho. Portanto garanta que seu website está o mais leve possível e, consequentemente, mais rápido.

Texto mal escrito ou excesso de texto

Assim como o layout, um texto bem escrito e claro transmite confiança e credibilidade. Já uma página com conteúdo prolixo, erros de estrutura ou português, certamente fará o internauta pensar duas vezes antes de confiar naquela informação. Além disso, muito texto junto torna a leitura enfadonha e cansativa. Então, caso tenha grandes blocos de texto, tente quebrá-los com algumas imagens.

Músicas no site

Isso já pareceu uma boa ideia, mas a pochete também. O usuário que quiser ouvir música, certamente já estará fazendo isso antes de entrar em seu site. Além disso, o que garante que a música escolhida por você se encaixa no gosto musical dele?

Finalmente pronto

Agora seu site está pronto, seu trabalho está acabado, certo? Se respondeu que sim, saiba que acabou de cometer seu primeiro erro. E segundo a nossa lista, ainda pode cometer mais alguns, como:

Não atualizar periodicamente o conteúdo/site

As coisas no meio digital costumam mudar rapidamente, fazendo com que você precise realizar manutenções periódicas em seu webiste, seja para resolver algum bug, atualizar a versão da plataforma ou simplesmente renovar alguma informação.

Não realizar testes

Assim que seu webiste estiver pronto, sempre teste-o. Não só para saber se está tudo ok, mas também para ver o que pode ser melhorado. Grande parte das pessoas não pensa nisso, fazendo com que o site rapidamente torne-se obsoleto e todo o investimento tenha de ser feito novamente. Portanto, de tempos em tempos, se faça algumas perguntas, como:

  • O site pode ser visto em diferentes plataformas sem sofrer alterações?
  • O layout está funcional em todos os navegadores?
  • A organização do meu menu ainda é eficiente?

Além disso, você pode pedir para outras pessoas darem uma olhada. Pois, uma vez, que ficamos envolvidos com a criação do site, pode ser complicado perceber alguns erros,  que podem passar batidos.

Estes são os principais erros ao criar um site. Concorda com nossa lista ou acha que ficou algum de fora? Deixe seu comentário!

Continue Lendo
Ângulo Digital | Ângulo Digital a melhor agência de Marketing Digital de Fortaleza

Descubra a diferença entre os sites responsivos e os sites mobile

Sites e blogs estão com dias contados para tornarem-se “mobile friendly”.

Recentemente o maior buscador do mundo, o Google, anunciou que, seus algoritmos de ranqueamento passou a priorizar sites responsivos ou com versão mobile. Isso significa, na prática, que mais do que um site otimizado com técnicas de SEO e um bom conteúdo, sua página precisará estar totalmente adaptada para os diversos dispositivos móveis para não perder posições no ranking do buscador. E para isso, existem duas soluções possíveis: tornar seu site responsivo ou criar uma versão mobile dele.

Entenda neste post o que diferencia uma opção da outra.

Sites mobiles

Responsivo ou mobile, uma coisa é certa, ambos compartilham do mesmo objetivo: oferecer ao usuário uma experiência de navegação totalmente otimizada em seus dispositivos móveis. No caso do site mobile a arquitetura da página precisa ser duplamente elaborada: além do site padrão para desktops, ele terá uma segunda versão, com design pensado para os dispositivos móveis.

A grande vantagem do site mobile é que você tem total liberdade para programar uma versão com funcionalidades e plugins específicos para beneficiar quem navega pelo celular e tablet, por exemplo. Obviamente, o conteúdo, o domínio e a identidade visual serão os mesmos, mas é possível oferecer uma experiência de navegação única e otimizada para quem acessa pelo celular. Como? Definindo estratégicamente o posicionamento do menu para smartphones (lembre-se que a área nobre da tela de um smartphone não é a mesma da tela de um desktop), por exemplo, criando botões como “Adicionar ao Carrinho” ou “Comentar” com tamanhos especiais para telas de celular, entre outros.

Por outro lado, quem opta por ter uma versão mobile de seu site estará lidando com o desafio de fazer SEO para mais de uma URL já que, neste caso, todo o conteúdo da versão mobile terá sua própria URL. Da mesma forma, a análise e acompanhamento dos resultados de audiência viaGoogle Analytics tende mais complexa já que você terá que cruzar os resultados do site padrão e da site mobile.

Para definir qual versão da página apresentar ao usuário (mobile ou padrão) o próprio site receberá uma programação de identificação automática do dispositivo de acesso e encaminhará o usuário para a versão ideal.

Sites responsivos

Ao contrário do site mobile, o responsivo terá apenas uma arquitetura e design, mas que receberá uma programação específica para se adaptar ao tamanho e à resolução da tela em que for aberta. Assim, independente do dispositivo usado para acesso, o site irá se adequar para que seja corretamente visualizado (sem que o usuário tenha que ficar acionando as barras de rolagem horizontal e dando zooms) tanto em desktops, quanto em tablets, phablets e smartphones.

Diferente do site mobile, o usuário que acessa um site responsivo verá exatamente a mesma coisa que veria se estivesse navegando via desktop. Quer entender melhor? Abra em seu computador o blog da 1line e reduza a tela para mais ou menos o mesmo tamanho da tela do seu celular. Em seguida, abra o mesmo site no seu smartphone e compare o que você vê. Como vai perceber, você irá visualizar a mesma coisa, e não precisará utilizar zoom nem acionar as barras de rolagem para ler nosso conteúdo. Se o site da 1line não fosse responsivo, você teria apenas uma miniatura da página em tela cheia.

Qual é a melhor opção?

Infelizmente não existe uma maneira de dizermos se a melhor solução para o seu canal é o site móvel ou responsivo. Cada empresa tem suas necessidades, desafios e, claro, budget disponível para isso.

A adaptação de um site pronto, tornando-o responsivo, pode ser muito interessante para quem já tem um canal no ar e não quer começar tudo do zero. Por outro lado, para quem ainda está planejando lançar um site ou blog, considerar a opção mobile é uma alternativa, então certamente vale a pena fazer um orçamento. E se você não tem certeza se o seu site já é mobile friendly, o Google te ajuda a descobrir! Acesse sua ferramenta gratuita de Teste de Compatibilidade, digite sua URL e analise os resultados.

Para uma análise ainda mais completa do seu site, a 1Line oferece outra ferramenta totalmente gratuita de diagnóstico de marketing digital! Clique aqui para conhecer!

Continue Lendo